Qual a melhor forma de retirar os cálculos renais?

Dr José Alexandre
Urologista
06/09/2016
Você sabe o que são os cálculos renais?

Popularmente conhecidos como “pedras nos rins”, os cálculos renais são formações minerais que se formam dentro do sistema coletor e excretor da urina (cálices renais, ureteres e bexiga). Os cálculos ocorrem por um desequilíbrio na concentração de algumas substancias na urina e podem ter de tamanhos e formatos variados.

Há tipos diferentes de cálculos?

Sim, o desequilíbrio que leva à formação dos cálculos pode ter origem em diferentes minerais e, com isto, gerar tipos variados de cálculos. Além disto, as pedras variam entre as pessoas no tamanho e na sua localização.

O tamanho do cálculo é importante?

Na avaliação de um cálculo renal, o médico deve considerar o seu tamanho, localização e os minerais que o compõem.

Os cálculos menores que 5 milímetros são considerados pequenos. Estes dificilmente causaram problemas e podem ser apenas acompanhados regularmente através de exames como a ultrassonografia.

Os cálculos entre 5 milímetros e 2 centímetros (ou 20 milímetros) são considerados intermediários e podem causar sintomas e complicações como obstrução das vias urinárias e infecções. Na maioria das vezes, estes cálculos precisam ser retirados.

Os cálculos grandes com mais de 2 centímetros (ou 20 milímetros) são considerados grandes e também precisam de tratamento urológico.

Quem é o médico especialista em tratar cálculos?

Existem duas especialidades médicas que trabalham em conjunto no tratamento dos cálculos: urologista e nefrologista.

O urologista é o responsável por retirar o cálculo através de cirurgias ou procedimentos minimamente invasivos.

O nefrologista é o profissional que faz estudos na urina para saber qual o tipo de cálculo (quais os minerais que formaram aquele cálculo) e com isso propõe medidas para tratar o cálculo existente e impedir a formação de novas pedras.

Como é feita a retirada dos cálculos?

No passado, o tratamento para cálculos, independente de seu tamanho, era feito com cirurgia.

Atualmente, existem vários métodos para retirada dos cálculos sem cirurgia ou através de procedimentos minimamente invasivos, isto é, sem a necessidade de cortes na pele.

Os aparelhos endoscópicos podem usar o orifício da uretra (onde a urina é expelida) para chegar aos cálculos por dentro do sistema urinário. Ao atingirem o cálculo, os aparelhos fazem sua destruição por laser sem a necessidade de cirurgia.

Também é possível chegar ao cálculo através de mínimas aberturas na pele através das quais se inserem aparelhos endoscópicos que são conjugados a tecnologia de laser para quebrar os cálculos.

A tecnologia laser trouxe grandes benefícios no tratamento do cálculo renal e, hoje, é a principal forma de tratamento de cálculos de tamanho intermediário (5 milímetros a 2 centímetros) em todo o mundo. Esta tecnologia também pode ser aplicada a cálculos de outros tamanhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso endereço
Fórum de Ipanema
Rua Visconde de Pirajá 351, sala 614 . Ipanema - RJ
Telefones: (21) 2267-5384 e 99246 4696
Siga-nos!