Quais são os principais tipos de esofagectomia

Na Esofagectomia, as duas principais formas de se realizar a cirurgia para remoção do esôfago são por meio das vias transhiatal e transtorácica.

Tanto uma quanto a outra podem ser feitas por laparoscopia, cirurgia aberta ou cirurgia robótica.

Na via transhiatal, o cirurgião opera utilizando incisões ou acessos no abdome e no pescoço.

Como não há cortes no tórax, trata-se de uma abordagem mais rápida e que pode ser feita com segurança em pacientes com doença pulmonar ou cardiovascular grave.

Esta forma de abordagem também pode ser uma boa opção para os tumores localizados na parte distal do esôfago ou na junção do esôfago com o estômago.
Sua principal desvantagem é o fato da dissecção de grande parte do esôfago e dos linfonodos ser realizada sem visualização direta, ou seja, às cegas, o que pode comprometer o resultado oncológico do procedimento.

Já quando o cirurgião opta pela via transtorácica, além das incisões no abdome e pescoço, ele utiliza também acessos na cavidade torácica. Essa via possibilita a visualização ampla e direta do esôfago, dos linfonodos e das estruturas anatômicas que o circundam, tornando a dissecção mais segura e minuciosa.

Isso resulta em uma operação oncologicamente mais completa, na qual o cirurgião possui mais controle sobre as margens de ressecção e também maior acesso aos linfonodos que precisam ser retirados.

No entanto, o efeito combinado das incisões no abdome e no tórax, principalmente quando utiliza-se a via aberta, pode causar mais dor pós-operatória e maior comprometimento das funções pulmonar e cardíaca, especialmente em pacientes com doenças pré-existentes.

A escolha do tipo de procedimento caberá ao cirurgião que deverá levar em conta as características do tumor, como tamanho e localização, e também o estado clínico do paciente, assim como a presença de doenças concomitantes e o fato de o paciente ter realizado ou não tratamento com quimioterapia e/ou radioterapia antes da cirurgia.

O mais importante é que o cirurgião e sua equipe tenham larga experiência e estejam familiarizados com a técnica escolhida, pois isso influenciará diretamente o resultado da cirurgia e o prognóstico oncológico do paciente.

Dr Flavio Sabino – Cirurgião

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso endereço
Fórum de Ipanema
Rua Visconde de Pirajá 351, sala 614 . Ipanema - RJ
Telefones: (21) 2267-5384 e 99246 4696
Siga-nos!