Pedra na vesícula. Como é o tratamento cirúrgico.

Cerca de 20% da população mundial apresenta cálculos na vesícula biliar e a retirada da vesícula é uma das cirurgias mais realizadas na mundo.
Para entendermos de forma simples e didática esta questão é preciso entender a função da bile.

A bile é uma secreção produzida pelo fígado e que participa da digestão das gorduras ingeridas na dieta. A bile, após sua produção, fica armazenada na vesícula biliar onde sofre um processo de concentração. Quando o indivíduo ingere em uma refeição grande quantidade de gordura, a vesícula se contrai e a bile acumulada em seu interior é expelida no intestino para auxiliar neste metabolismo. Exatamente por este motivo as dores (cólicas) causadas pelas doenças da vesícula biliar são frequentemente causadas após a ingesta de gorduras na dieta.
A bile é formada principalmente por água e sais biliares.

Como vimos, dentro da vesícula biliar a bile sofre um processo de concentração, no qual ocorre a absorção de água para tornar a bile mais espessa. Quando ocorre um desequilíbrio neste processo (absorção exagerada de água ou presença em excesso de sais biliares) ocorre a precipitação de cristais de sais biliares no fundo da vesícula. A união progressiva desses cristais formam os cálculos biliares (ou pedra na vesícula).

A cirurgia para o tratamento dessa condição é a retirada cirúrgica da vesícula biliar, que recebe o nome de colecistectomia. Não adiantaria a simples retirada dos cálculos (a modelo dos cálculos renais), pois a disfunção é da vesícula e rapidamente novos cálculos surgiriam. No passado esta cirurgia era realizada através de uma incisão abdominal grande.

Atualmente realizamos este procedimento de modo minimamente invasivo, através da videolaparoscopia. Nesta técnica, uma micro câmera e pequenas pinças são introduzidas no abdome permitindo a realização desta cirurgia de modo bem mais estético, menos doloroso, com uma completa recuperação e retorno as atividades cotidianas em menor tempo.
As queixas geradas pela presença da pedra na vesícula são: cólicas biliares no quadrante superior direito do abdome, além de náuseas e vômitos.

Quando este quadro se associa a dor persistente e febre, devemos desconfiar da infecção da vesícula biliar, a isto chamamos de colecistite aguda. Este quadro pode necessitar de uma intervenção cirurgia de emergência.
O acompanhamento de um cirurgião habilitado é fundamental para o diagnóstico e tratamento adequado dessa condição.
Se está com alguns dos sintomas, procure o seu médico para uma consulta.

Dr Antonio Felipe Santa Maria
Cirurgia geral, videolaparoscópica e oncológica do Instituto Clinics
29/07/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso endereço
Fórum de Ipanema
Rua Visconde de Pirajá 351, sala 614 . Ipanema - RJ
Telefones: (21) 2267-5384 e 99246 4696
Siga-nos!