Nem todo tremor é Parkinson.

A grande preocupação da pessoa que apresenta algum tremor é se ela tem a doença de Parkinson.

Primeiramente, isso não é verdade na maioria dos casos, uma vez que a causa mais comum de tremor é aquele que chamamos de “tremor essencial”. Trata-se de uma alteração benigna que pode ter origem familiar e, na maioria das vezes, não é incapacitante.
O tremor que surge ou piora com o movimento, melhora com o repouso, é simétrico (semelhante em ambos os lados) e que deixa a voz trêmula é provavelmente um tremor essencial. Um bom exemplo é quando alguém que está com a mão parada não treme e quando vai tomar um cafezinho ou segurar uma colher com sopa percebe algum tremor.

Quando o tremor aparece somente de um lado (ou é mais frequente em um lado), principalmente no repouso e some ou melhora com o início dos movimentos torna-se mais provável o diagnóstico de doença de Parkinson.
Cabe aqui ressaltar que nem sempre a doença de Parkinson se manifesta com tremor, podendo aparecer através de outros sintomas como: lentidão dos movimentos, dificuldade para caminhar e perda da expressão facial.

Além do tremor essencial e da doença de Parkinson, existem muitas outras causas de tremor, como aqueles que são secundários aos medicamentos ou os que estão associados com as doenças da tireoide. Nestes casos, uma consulta e exame físico bem detalhados são fundamentais para o diagnóstico. Por vezes, estes exames são mais importantes para o esclarecimento da doença do que exames como a ressonância magnética.

É importante destacar que independente da causa, existem muitos tratamentos disponíveis para os diversos tipos de tremor.

Se você apresenta algum tipo de tremor, procure um neurologista.

Felipe Schmidt
Neurologia
13/02/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso endereço
Fórum de Ipanema
Rua Visconde de Pirajá 351, sala 614 . Ipanema - RJ
Telefones: (21) 2267-5384 e 99246 4696
Siga-nos!