Fimose, quando é necessário operar?

Dr José Alexandre
Urologia
18/01/2017
Mães de primeira viagem ou experientes compartilham sempre muitas dúvidas sobre fimose. No consultório, a primeira dúvida é sempre se o filho tem fimose. A segunda é se ele precisará de uma cirurgia.
Mas, o que é a fimose?
A fimose é caracterizada pela incapacidade do homem em retrair o prepúcio que é aquela pele que envolve a glande do pênis. Isso ocorre por 2 razões principais: aderência entre o prepúcio e a glande e/ou presença de um anel fibrótico que impede sua exposição.
Existem 2 tipos de fimose. A primária é aquela que surge ao nascer e tende a se resolver espontaneamente com o crescimento e desenvolvimento da criança. A secundária é causada por doenças ou traumas e dificilmente regride sem um tratamento adequado.
O tratamento cirúrgico está indicado na fimose primária persistente e na secundária. Há ainda outras indicações de cirurgia: a balanites (quando a glande apresenta condições inflamatórias), as postites (inflamações do prepúcio), a balanite xerótica obliterante (uma condição especifica que acomete o prepúcio) e, também, a infecção urinária de repetição.
Na fimose primária, o tratamento inicial pode ser feito com cremes de corticoide. Este tipo de tratamento é extremamente efetivo em crianças e com fimose primária. Ele também pode ser tentado em fimose secundária, mas tem índice de resolutividade bem inferior. Quando o tratamento medicamentoso não é bem-sucedido, é indicado a cirurgia para retirada do prepúcio. Esta cirurgia é denominada postectomia ou circuncisão.
A postectomia ou circuncisão também é realizada de forma rotineira por algumas populações, geralmente envolvendo motivos religiosos. Uma das muitas explicações para a realização deste procedimento por populações inteiras há milênios tem base nos benefícios que a retirada do prepúcio pode oferecer. Hoje, sabemos que o risco de câncer de pênis é muito reduzido em pacientes postectomizados durante a infância. Estudos em áreas endêmicas para HIV também sugerem uma discreta redução no risco de contração da doença por pacientes submetidos a postectomia. Além disso, a postectomia tem ainda efeito protetor sobre infecções urinárias e balanopostites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso endereço
Fórum de Ipanema
Rua Visconde de Pirajá 351, sala 614 . Ipanema - RJ
Telefones: (21) 2267-5384 e 99246 4696
Siga-nos!