Esperar a bebida esfriar um pouco pode ser um santo remédio!

 

O consumo de mate quente, popularmente conhecido por chimarrão, muito comum na região sul do Brasil, Argentina e Uruguai parece ter forte associação com o desenvolvimento de câncer de esôfago.

A bebida é tipicamente ingerida em temperaturas muito altas através de um canudo metálico, o que causa queimaduras repetidas no esôfago, promove dano ao órgão e pode levar a longo prazo ao câncer. Além disso, a própria composição química do mate também parece estar envolvida no processo de carcinogênese.

Um estudo recente publicado na BMC Cancer avaliou a relação entre o consumo de bebidas e comidas quentes e o risco de desenvolvimento de câncer de esôfago através de uma metanálise envolvendo 39 estudos e mais de 420000 participantes.

Os indivíduos que costumavam consumir alimentos e bebidas quentes ou muito quentes apresentaram risco duas vezes maior de desenvolver câncer de esôfago do que aqueles que não o fizeram.

Os autores concluíram que o consumo de bebidas e comidas quentes se associou ao aumento significativo do risco de desenvolvimento de câncer de esôfago, especialmente em populações asiáticas e sul americanas.

Não é por acaso que a Cancer Incidence in Five Continents database apontou a cidade de Porto Alegre como a campeã mundial na incidência cumulativa de carcinoma epidermóide de esôfago em homens nos primeiros 75 anos de vida.

Esses dados reforçam a importância da mudança de hábitos alimentares e culturais como forma de prevenção do desenvolvimento do câncer de esôfago.

Dr Flavio Sabino é  Cirurgião Oncológico do Instituto Clinics

30/09/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso endereço
Fórum de Ipanema
Rua Visconde de Pirajá 351, sala 614 . Ipanema - RJ
Telefones: (21) 2267-5384 e 99246 4696
Siga-nos!