Alzheimer e o sono. Como podemos melhorar?

Assim com outras formas de doenças neurodegenerativas que cursam com demência, a Doença de Alzheimer promove um efeito negativo no ciclo de sono e vigília.

Os pacientes, quanto maior o comprometimento cognitivo, mais sonolentos se apresentam durante o dia, com noites de sono fragmentado e descontínuos. Este costuma ser o padrão de sono dos pacientes com esta patologia.

A Síndrome do Pôr do Sol apresenta-se com uma agitação e inquietude (por vezes, com comportamento violento), do paciente com Alzheimer, usualmente no final do dia. Esta síndrome também pode contribuir para despertares noturnos com o paciente vagando pela casa e até incontinência.

 

Alguns cuidados devem ser tomados para que os pacientes com este distúrbio neurológico tenham maior qualidade de vida, e de sono.

  • Mantê-lo em horários regulares!! Dormir e acordar em horários semelhantes, todos os dias é importante para que o relógio biológico funcione direito;
  • Praticar exercícios!! De preferência, pela manhã, após exposição a luz (solar, de preferência), mesmo que discretos como caminhadas curtas, exercitar os braços, para casos de pacientes cadeirantes, etc.
  • Refeições em horários regulares!! E evitando a cafeína, para que não o estimule e dificulte ainda mais o sono.

 

É importante lembrar que até 80% dos pacientes com demência podem apresentar apeia do sono e, portanto, caso o paciente apresente interrupções do sono e/ou roncos durante anoite, devem ser investigados por especialistas.

Sabe-se também que o contrário parece ser verdadeiro. Pacientes com apneia do sono apresentam maior risco de comprometimento cognitivo e, portanto, os pacientes que param de respirar durante a noite com engasgos ou roncos, devem ser tratados.

Um recente estudo também avaliou o uso da Melatonina, substância utilizada recentemente por muitas pessoas, mesmo sem prescrição médica, no paciente com Alzheimer. Concluiu que este hormônio pode ajudar na qualidade do sono do paciente com o distúrbio neurológico, mas que não demonstrou, baseado em diversos outros estudos, benefícios no ganho cognitivo.

Dra Luciane Mello

Otorrinolaringologia e Medicina do Sono do Instituto Clinics

20/09/2017

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso endereço
Fórum de Ipanema
Rua Visconde de Pirajá 351, sala 614 . Ipanema - RJ
Telefones: (21) 2267-5384 e 99246 4696
Siga-nos!