Clonazepam causa demência?

Dra Patrícia Cirilo
Psiquiatria
07/01/2017

Estão circulando na internet alguns textos baseados em pesquisas afirmando que calmantes como o clonazepam (Rivotril) causam demência.
Com isto, é interessante esclarecer algumas questões importantes.
Quando o assunto é remédio, a primeira opção é tomar o mínimo de cuidado necessário.
Em contrapartida, insônia e ansiedade – indicações comuns do uso dos calmantes – trazem vários prejuízos ao corpo.
Por isso, a interpretação do resultado das pesquisas precisa ser feita de forma adequada e cautelosa.
O que realmente foi identificado é uma maior ocorrência do uso de clonazepam em pessoas com demência.
Entretanto, isso não significa uma relação de causa e efeito.
As síndromes demenciais podem causar insônia ou depressão e, com isto, levar ao uso mais frequente de ansiolíticos como o clonazepam.
O déficit de memória é um efeito colateral possível dos calmantes, mas tem caráter reversível com a suspensão dos medicamentos.
Portanto, é importante ter um entendimento completo sobre os estudos científicos acerca do medicamento antes de publicar associações inverídicas. Medicamentos são ferramentas que quando bem administradas podem trazer importante melhoria à qualidade de vida das pessoas.

2 Comentários em Clonazepam causa demência?

  • Olá. Fiquei bastante preocupado com a matéria, pois o Rivotril junto com quetiapina são os medicamentos que juntos me trouxeram qualidade de vida. Obrigado.

  • Tomo.clonazepam a muito tempo e me sinto muito.bem.mas tenho percebido.falhas de memoria e fiquei.muito assustada quando.meu.medico.disse q esse medicamento ao longo do tempo pode provocar demencia e ate ausaimer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso endereço
Fórum de Ipanema
Rua Visconde de Pirajá 351, sala 614 . Ipanema - RJ
Telefones: (21) 2267-5384 e 99246 4696
Siga-nos!