Ceratocone, uma doença que não tem cura.

O Ceratocone é uma doença que afeta a córnea e deve ser diagnosticada precocemente.

É caracterizada por um aumento de sua curvatura provocando uma visão borrada e embaçada devido ao alto grau de astigmatismo que se forma. Em suas fases mais brandas, o astigmatismo provocado pelo aumento desta curvatura pode ser corrigido com óculos, porém, nas fases moderadas e avançadas, os óculos se tornam ineficazes sendo necessário o uso de lentes de contato rígidas especiais para poder proporcionar uma boa visão ao paciente. Nos casos mais severos, podem ser necessários procedimentos cirúrgicos como o implante de anel corneano e o transplante de córnea.

Atualmente, com a detecção do Ceratocone nos estágios iniciais, podemos realizar o procedimento de crosslinking de córnea que tem como finalidade a estabilização do problema e evitar que a doença evolua para os estágios mais avançados, e assim podermos utilizar lentes de contato rígidas ou óculos para a correção visual.

Entenda: o crosslinking é um procedimento realizado com a aplicação de uma medicação na superfície da córnea associada a irradiação com luz UV artificial. Este tratamento não tem objetivo de cura, a qual ainda é inexistente, e serve sim para a estabilização do processo de progressão da doença.

Consultas

Por isso, a realização de consultas regulares com o oftalmologista desde os primeiros anos de vida, é a melhor forma de se detectar precocemente a doença e realizar o seu controle. Segundo o National Keratoconus Foundation (NKCF) a incidência do Ceratocone no mundo ainda é desconhecida, porém é extremamente relevante. Alguns estudos demostraram que o simples ato de coçar os olhos pode provocar o seu aparecimento e acelerar a sua evolução principalmente em crianças que possuem características genéticas para desenvolver o problema. Assim, oriente seus filhos a evitar coçar os olhos e em caso de processos alérgicos, procurar um alergista e um oftalmologista para tratamento.

Recentemente, o oftalmologista brasileiro, Claudio Trindade, criou uma lente que pode ser implantada nos olhos de pacientes com Ceratocone avançado. Esta lente funciona como um filtro para diminuir as aberrações visuais provocadas pelo encurvamento da córnea. Em alguns casos, bem-sucedidos, o transplante de córnea conseguiu ser evitado.

O Ceratocone é uma patologia muito pesquisada no mundo inteiro e brevemente teremos novos tratamentos para poder ajudar ainda mais os nossos pacientes.

Dr Pedro de Toledo, Oftalmologista do Instituto Clinics

15/11/2017

2 Comentários em Ceratocone, uma doença que não tem cura.

  • Meu filho, tem 32 anos, e descobriu o Ceratocone, ao fazer acames para o batalhão!
    Foi dispensado por esse motivo, já gastou bastante com lentes rígidas e infelizmente não consegue usar!
    Vcs atendem pela unimed, ou particular?
    Gostaria que ele fizesse uma avaliação com vcs!
    Obrigada

    • “Bom dia Sra Ivonilda,
      infelizmente não atendemos plano de saúde.
      Atualmente existem diversas lentes que podem ser usadas para correção visual do ceratocone e nos casos mais avançados, podem ser necessárias cirurgias corretivas para ajudar na adaptação destas lentes.
      Uma avaliação com topografia e Tomografia de córnea seriam necessárias para acompanhamento e definição da melhor opção de correção visual. Teremos o prazer em lhe ajudar. Atenciosamente. Dr Pedro de Toledo, Instituto Clinics”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso endereço
Fórum de Ipanema
Rua Visconde de Pirajá 351, sala 614 . Ipanema - RJ
Telefones: (21) 2267-5384 e 99246 4696
Siga-nos!