A cura da Hepatite C

Estamos presenciando uma revolução sem precedentes no que concerne à infecção pelo vírus da hepatite C. Nos últimos 25 anos, as características moleculares deste vírus foram extensamente estudadas e, este conhecimento permitiu o desenvolvimento de medicamentos altamente eficazes. Os precursores desta nova geração de fármacos foram os inibidores de protease de primeira geração: Telaprevir e Boceprevir.Felizmente, estes medicamentos já foram substituídos por remédios mais potentes e com menos efeitos adversos.

Atualmente, os medicamentos aprovados pelo FDA (do inglês, food and drug administration) norte-americano são: Sofosbuvir, Simeprevir, Daclatasvir, Ombitasvir, Paritaprevir, Dasabuvir e Ledipasvir. Alguns deles já receberam registro na ANVISA e estão sendo comercializados no nosso país.

O Ministério da Saúde publicou um protocolo para guiar a distribuição de parte destes medicamentos através do SUS e, desde o início de novembro de 2015, estes medicamentos são distribuídos gratuitamente mediante prescrição médica.

Com este novo arsenal terapêutico, as taxas de cura ultrapassam 90% com um tempo de tratamento que varia de 12 a 24 semana utilizando-se apenas comprimidos e sem injeções. Estes remédios apresentam poucos efeitos colaterais e podem inclusive ser usados em paciente com cirrose avançada e que apresentem outras doenças concomitantes como o HIV.

Ainda é cedo para prever o impacto desta nova tecnologias em termos de saúde pública, mas estima-se que a longo prazo possamos assistir uma redução drástica nos novos casos de cirrose e câncer de fígado secundários à hepatite C. Para isto, é preciso que façamos um grande esforço para diagnosticar os portadores deste vírus e oferecer o tratamento adequado.

Todas as pessoas nascidas entre 1945 e 1970 devem fazer o exame para hepatite C. Além disso, todos que receberam transfusão de sangue antes de 1992 ou que já compartilharam drogas venosas também devem fazer o teste. Algumas sociedades médicas, já advogam um rastreamento universal, isto é, fazer o teste para o vírus em todas as pelo menos uma vez na vida. O teste para hepatite C está incluído junto com outros exames de sangue no check-up clínico do Instituto Clinics.

Dr. João Marcello de Araujo Neto – Hepatologista e Clínica Médica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso endereço
Fórum de Ipanema
Rua Visconde de Pirajá 351, sala 614 . Ipanema - RJ
Telefones: (21) 2267-5384 e 99246 4696
Siga-nos!