A cirurgia plástica após a gravidez.

Dra Ludmila Ronchi
Cirurgia Plástica
06/012/2016

Não é nenhum segredo que a gestação muda o corpo das mulheres e deixa “lembranças” do período. As flutuações de peso, as variações hormonais e a própria distensão do abdome pelo bebê em gestação são as causas mais comuns destas mudanças no corpo materno.

Com o nascimento do bebê, a perda de peso é só uma questão de tempo, mas a flacidez e a gordura localizada não vão embora com tanta facilidade.

As transformações da gestação são sentidas principalmente nos seios e no abdome. Mesmo alcançando o peso corporal ideal e proporção normais, podemos desenvolver um abdome protruído, frouxo e flácido pelo estiramento do músculo reto abdominal durante os 9 meses do desenvolvimento fetal. As mamas também podem sofrer com o excesso de pele ou perda de volume após o término da amamentação.

Intervenções cirúrgicas só devem ser realizadas após um intervalo mínimo de seis meses após o parto.  Se a mulher estiver amamentando, o tempo de espera pela cirurgia plástica deve se prolongar e é essencial que seja respeitado. Próteses de silicone ou suspensão das mamas só devem ser realizadas três meses após parada total da amamentação.

As gorduras localizadas na região da cintura podem ser resolvidas com lipoaspiração, mas, geralmente, a intervenção mais indicada é a lipo abdominoplastia. Trata-se de uma associação de procedimentos que corrigem a flacidez muscular e removem o excesso de pele e gordura da região abdominal, devolvendo à mulher o contorno corporal e o tônus de um abdome pré gestacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso endereço
Fórum de Ipanema
Rua Visconde de Pirajá 351, sala 614 . Ipanema - RJ
Telefones: (21) 2267-5384 e 99246 4696
Siga-nos!