Previna-se do câncer de pele.

Dra Ericka Aguiar
Dermatologia

05/03/2017


O Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, 135 mil novos casos o câncer da pele responde por 25% de todos os diagnósticos de câncer no Brasil, mais de 33 mil casos.
O tipo mais comum, o não melanoma, tem baixa letalidade, mas os números alarmam os especialistas. A exposição excessiva ao sol é uma causa principal da doença.

Nos Estados Unidos.
A Academia Americana de Dermatologia estima que haja dois milhões de casos novos a cada ano.


A doença é provocada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem uma pele.

Estas células se dispõem formando camadas e, de acordo com uma camada afetada, definimos os tipos diferentes de câncer.
Os mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares. Mais raro e letal que os carcinomas, o melanoma é o tipo mais agressivo de câncer da pele.

Câncer de pele


A radiação ultravioleta é um principal responsável pelo desenvolvimento de tumores cutâneos, ea maioria dos casos está associada a exposição excessiva ao sol ou ao uso de câmaras de bronzeamento.

O melanoma cutâneo é um tipo de câncer de pele que tem origem nos melanócitos (células produtoras de melanina, substância que determina uma pele da pele) e tem predominância em adultos brancos.
Embora o câncer de pelele não seja mais do que o Brasil e correspondesse a 30% de todos os tumores malignos registrados no País, o melanoma representa apenas 3% das neoplasias malignas do órgão, apesar de ser mais grave devido à sua alta possibilidade de metástase .


Nos últimos anos, houve uma grande melhora na sobrevida dos pacientes com melanoma, detectado nos estágios iniciais, o prognóstico deste tipo de câncer pode ser considerado bom.

Apesar da incidência elevada, o câncer da pele não melanoma tem baixa letalidade e pode ser curado com facilidade se detectado precocemente.


Estimativa de novos casos:

Câncer de pele não melanoma: 5.670, sendo 3.000 homens e 2.670 mulheres (2016 – INCA)

Câncer de pele melanoma: 175.760, sendo 80.850 homens e 94.910 mulheres (2016 – INCA)


Por isso, examine regularmente sua pele e obtenha um exame dermatológico caso perceba pintas ou sinais suspeitos.

Use sempre o filtro solar e previne o câncer de pele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *